terça-feira, 11 de setembro de 2012

Quando nem tudo são rosas...

Toda a gente sabe que a patinagem artistica é um desporto especial pois exige capacidade artistica para além da habilidade técnica e do cariz atlético. Os atletas treinam anos a fio para tentar aperfeiçoar o mais pequeno pormenor e melhorar o dominio das lâminas afiadas em que se têm de equilibrar no gelo. É um trabalho que requer muita paciência.
Em Portugal, infelizmente, a patinagem artistica não é um desporto com muita visibilidade. Já há quase uma década que a RTP não transmite as principais provas desta modalidade. Em território nacional resta-nos o canal eurosport mas nem todas as pessoas têm acesso a ele... A isso acrescenta-se uma persistente falta de cobertura por parte da comunicação social, bem como uma quase ausência de informação disponibilizada em português.
Sobra-nos a internet. De vez em quando lá aparece uma referência à patinagem artistica seja em blogs seja no youtube. No entanto, como apenas são referenciados os patinadores de elite em provas como europeus, mundiais e jogos olímpicos, muitos espectadores casuais apenas visualizam a performance do primeiro ou segundo classificado e pouco mais do que isso. Como essas performances são geralmente extraordinárias devido ao elevado nível técnico dos patinadores, esses espectadores casuais pensam na patinagem artistica como um desporto fácil e sem risco. Só que essa ideia não pode andar mais longe da verdade. Grande parte do treino dos patinadores passa por tentar executar os elementos do maior grau de dificuldade como quem bebe um copo de água, ou seja, tem de parecer tudo fluído, sólido, seguro e belo. Mas como vão poder ver a seguir nem tudo são rosas...
Tal como em qualquer outra modalidade existem algumas lesões mais comuns do que outras. Na patinagem artistica encontramos na lista: tornozelos e pernas partidas, rupturas de ligamentos, lesões ao nível da anca, problemas lombares, cortes por causa das lâminas dos patins, cabeças partidas e muitas, mas mesmo muitas nódoas negras, etc...
E, claro está, um número infindável de acidentes graves nos treinos e em competição. Deixo-vos aqui alguns exemplos.

Paul Binnebose (EUA) - este patinador foi parceiro de Laura Handy na disciplina de pares. Numa sessão de treinos, enquanto ensaiavam o seu programa curto, Binnebose desequilibrou-se durante a execução de uma figura de elevação e bateu fortemente com a cabeça no gelo. Por causa disso, Binnebose chegou a ficar em coma. A fractura no craneo obrigou os médicos a terem de operá-lo. Felizmente que Binnebose sobreviveu mas como consequência ficou com a cara parcialmente paralisada e teve de abandonar a patinagem de competição. Fica aqui o video com reportagem do USA Today.

Jessica Dubé (Canadá) - durante os campeonatos dos 4 Continentes em 2007, Jessica e o seu parceiro Bryce Davison tiveram um grave acidente quando executavam o seu programa livre. Durante a realização de um peão lado a lado na posição de avião, Bryce acertou com a lâmina do patim em cheio na cara de Jessica infligindo-lhe um golpe de 10 cm na face. Felizmente que Jessica recuperou e, com o auxilio da cirurgia de reconstrução, não ficou muito marcada. No entanto, se olharmos para o segundo video e repararmos na cara da patinadora (00m53s) ... mete muito respeitinho.

Tatiana Totmianina (Russia) - Na edição de 2004 do troféu Skate America, Tatiana Totmianina e Maxim Marinin tiveram um acidente grave quando executavam uma figura de elevação no seu programa livre. Não é preciso escrever mais nada pois as imagens falam por si.
Mais uma vez digo que felizmente ela teve sorte e conseguiu recuperar bem. Tatiana sofreu as dores físicas mas Maxim padeceu das dores da alma pois sentiu-se muito culpado pelo acidente e ficava muito enervado cada vez que tinha de treinar figuras de elevação. Com a ajuda de um psicólogo, Maxim tentou ultrapassar essa barreira psicológica e emocional e conseguiu. Tatiana e Maxim foram campeões olímpicos em 2006.

Outros acidentes durante figuras de elevação:
 
Os saltos lançados também não são pêra doce... Que o diga o par chinês Zhang & Zhang


Sem comentários:

Enviar um comentário